Minha Casa, Minha Vida representa 70% do mercado imobiliário

As unidades habitacionais do programa Minha Casa, Minha Vida representam 70% do mercado imobiliário brasileiro, além de 65% das construções, aponta o Ministério das Cidades. Apenas neste ano, o programa deve contratar 650 mil moradias em todo o País.

“Nosso objetivo é, nesse ano, contratar 650 mil unidades habitacionais, auxiliando na luta contra o déficit habitacional brasileiro e na retomada da economia, gerando emprego e renda no ramo da construção civil”, disse o ministro da pasta, Alexandre Baldy, durante a abertura do Feirão Caixa da Casa Própria, em São Paulo (SP).

Para o ministro das Cidades, o feirão simboliza a recuperação econômica das famílias brasileiras: “A determinação do presidente Michel Temer é de que não faltem recursos para a habitação, e concentramos nossos esforços para que cada vez mais pessoas tenham acesso à moradia”.

Feirão
Em São Paulo, Salvador e Porto Alegre começa nesta sexta-feira (4) o Feirão Caixa da Casa Própria, com 86.552 imóveis novos e usados, além de condições de pagamento flexíveis até o domingo (6).

Nas 15 cidades onde o evento será realizado neste ano, devem passar mais de 250 mil famílias, e a estimativa de negócios realizados é de R$ 15 bilhões. “Temos demanda e recursos, e o poder aquisitivo das famílias está melhor. São variáveis que vêm ao encontro de um melhor momento da economia brasileira”, explicou o presidente da Caixa, Nelson de Souza.

Fonte: Governo do Brasil, com informações do Ministério das Cidades e da Caixa

http://www.brasil.gov.br/infraestrutura/2018/05/minha-casa-minha-vida-representa-70-do-mercado-imobiliario

322