Novas regras para Santo Amaro causam preocupação

A Ademi-PE recebeu com surpresa o projeto de lei que trata da alteração dos coeficientes de construção e regras de transição da lei de ocupação territorial dos planos de Santo Amaro Norte e Centro. As alterações foram apresentadas à entidade na última terça-feira (08) pelo presidente do Instituto da Cidade Pelópidas da Silveira, João Domingos, na sede da Ademi.

“O incorporador é representante da demanda do mercado. Esse tipo de projeto, de caráter restritivo, apenas inviabiliza empreendimentos e encarece o preço final do imóvel. Não tem mercado para isso”, afirmou o presidente da Ademi-PE, Gildo Vilaça.

Segundo Gildo, essas alterações podem provocar uma paralização no mercado gerando desemprego e fuga de renda e desenvolvimento. “Acreditamos que regiões como essa mereciam ações de incentivo para a construção para adensamento populacional como acontece nos centros urbanos de todo o mundo e não ações impeditivas”, salientou o presidente.

Agora, a Ademi-PE promoverá, nos próximos dias, uma reunião exclusiva para debater possíveis alterações nesse projeto de lei, juntamente com a presença do presidente do Instituto da Cidade Pelópidas da Silveira, assessores técnicos da associação e todos os associados.

Fonte: Assessoria de Comunicação

 

194