Financiamento deve ter custo estável , diz Abecip

As taxas de juros do crédito imobiliário devem permanecer estáveis no curto prazo, segundo estimativa do presidente da Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), Gilberto Duarte de Abreu. “O custo do financiamento caiu de um patamar de 10% ao ano em 2017 para o piso de 8,8% neste ano”, diz.

Segundo ele, a cada corte de um ponto porcentual na taxa do financiamento, o valor da parcela paga pelos consumidores é reduzida entre 10% e 12%. Pesquisa da Abecip mostra que o preço nominal médio dos imóveis residenciais em nove capitais do País subiu 0,02% em abril, ante 0,06% de março. Em 12 meses, houve queda de 0,29%.

A entidade divulgou que os financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) atingiram a marca de R$4,11 bilhões no mês de abril. O volume representa alta de 8,1% em relação a março e de 31,2% se comparado ao mesmo período do ano passado.

Locação

No que diz respeito à locação de imóveis, o estudo mais recente do Sindicato da Habitação (Secovi-SP), referente a abril, constatou queda de 1,01% em relação aos últimos 12 meses. “Tudo indica que poderá ser uma tendência”, afirma Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP.

Fonte: Blog Radar Imobiliário/Estadão

131