“MERCADO PRECISA SE REINVENTAR”

As tendências e os novos produtos na incorporação imobiliária foram debatidos na última reunião de diretoria da Ademi-PE, realizada no dia 12. Marcello Gomes, representante da entidade no 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), foi o responsável por trazer um resumo dos temas abordados no encontro.

Marcello apresentou o case da construtora Vitacon e enfatizou que incorporadores precisam conhecer as tendências, os novos produtos tecnológicos e hábitos de consumo para estar na vanguarda do setor. Além disso salientou que às necessidades dos consumidores da atualidade passam necessariamente pela mobilidade, tempo, compactação, compartilhamento e tecnologia.

Celso Petrucci, presidente da Comissão da Indústria Imobiliária (CII) da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), a qual incluiu a temática de tendências e novos produtos imobiliários – com o apoio do Senai Nacional – na programação do 90º Encontro Nacional da Indústria da Construção (Enic), declarou, durante o evento, que concorda com essa previsão: “Vai haver necessidade de, nos próximos tempos, os incorporadores e os agentes financeiros desenvolverem produtos para os Millennials [ou Geração Y], que têm uma cabeça completamente diferente e não veem a propriedade e a aquisição da casa própria como uma coisa fundamental para suas vidas, diferentemente das gerações passadas”.

Para Marcello, o mercado precisa se reinventar: “Senão vai ficar antiquado, não vai mais atender ao que o cliente quer”. Ainda segundo ele, uma parte dos empresários já está bem atenta a esses novos produtos, mas parte ainda prefere trabalhar com seus produtos tradicionais. Quem acaba sendo precursor nesses novos produtos tem a grande vantagem de sair na frente.

Fonte: Aponte Comunicação

362