Dia do Engenheiro reúne 300 pessoas debatendo inovação

A Ademi-PE realizou, na última quarta-feira (24), no auditório do Banco do Brasil, no bairro do Recife, a 11º edição do Dia do Engenheiro. O evento é elaborado pelo Comitê de Tecnologia e Custos da instituição e contou com a participação de 300 inscritos debatendo Inovação e Tecnologia da Construção.

“ O Dia do Engenheiro já se tornou uma das datas mais importante do calendário da construção civil no estado. Um momento único para troca de conhecimento, afirmou o presidente da Ademi-PE, Gildo Vilaça.

“Ter 300 pessoas aqui para debater soluções mostra que estamos todos interessados em entender o que está acontecendo para não repetir os mesmos erros”, comentou Henrique Suassuna, diretor de tecnologia e custos da Ademi-PE. “O mercado vem com picos de ânimo. Nós vamos reagir, só estamos receosos. Tivemos um grande boom no setor e não estávamos preparados nem pra ele, nem pra crise que veio a seguir. Estamos aqui pra aprender a sair dessa.”

Para o professor Alberto Casado, coordenador do evento, o Dia do Engenheiro é um espaço de integração entre a academia e o mercado. “Aqui percebemos a renovação acontecendo. Tanto do público, quanto dos temas. Nosso desafio é trazer sempre o conhecimento que o público exige, baseado na demanda, nessa evolução exponencial tão falada aqui hoje”, declarou o professor.

A programação trouxe Eduardo Pricladnitzki, sócio fundador da WIKIHAUS/RS que falou sobre “o valor da informação para gerar inovação em produtos imobiliários”. Depois foi a vez de Ivelize Cristiane Casimiro, gerente de projetos da Matec Engenharia/SP que abordou “desenvolvimento de projetos e execução de soluções de engenharia integrada para um melhor custo. ”

Na sequência, João Carlos Barbosa da Hydro Solutions que apresentou os produtos da empresa, que trabalha com esquadrias de alumínio para o setor. A quarta palestra da terça ficou com o representante da Atlas Schindler, Diogo Cabus, que contou um pouco dos 100 anos da marca no Brasil.

O fim da tarde ficou por conta da pesquisadora do grupo de gestão da construção da Escola Politécnica da UFBA/BA, Roseneia Melo, que falou sobre “aplicação de veículos aéreos não tripulados (drones) na construção” e do gerente de operações da Tecverde Engenharia/PR, Felipe Basso, sobre “Woodframe: construção eficiente”.

Fonte: Aponte Comunicação

146